10 de out de 2013

[Resenha] Divergente - Veronica Roth

Editora: Rocco
Autor: Veronica Roth
Número de páginas: 504
Ano: 2012
Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
Nota: 



Divergente é o primeiro livro da trilogia de Veronica Roth. Ganhei Divergente faz meses, porém acabei deixando ele na minha interminável fila de espera. Aí eu fui deixando ele pra lá por um bom tempo e cansei, estava muito curiosa a respeito do livro e o li no final de Julho. Também já li o segundo volume, Insurgente, que logo resenharei para vocês.

Beatrice vive na Abnegação, a facção onde as pessoas só vestem roupas cinzas e são altruístas. Para poder viver nas outras facções, as pessoas precisam seguir regras. Como na Franqueza, onde todos só podem falar a verdade. Ou na Erudição, em que as pessoas precisam estar sempre em busca do conhecimento.

Agora que Beatrice completou seus 16 anos, ela terá que realizar seu teste de aptidão para escolher em qual facção irá morar. Tris pode mudar de facção ou continuar vivendo com sua família. Mas, quando realiza o teste, algo dá errado. Ela descobre ser uma Divergente e não pode contar a ninguém, ou poderá correr risco de vida. Quando escolhe sua facção, ela tem que fazer um processo de iniciação para ser aceita que será um pouco mais difícil do que ela imaginava. Acho que se eu falar mais um pouco do livro acabo dando spoiler heheh.

Achei o livro muito bom pois sou fã de distopias. Tris é uma personagem forte e corajosa e a capa  é maravilhosa, uma das minhas favoritas. Não sei quem é meu personagem preferido, além dos principais (Tris e Quatro), gosto da Christina e do Will (amigos da Tris). Divergente tem alguns mistérios que você só descobre ao decorrer do livro e isso fez com que eu gostasse mais ainda. Por que ser Divergente é tão perigoso? Divergente entrou para um dos meus livros favoritos, então se puderem ler, leiam logo!
" - Esta é a minha garota. Dura como manteiga derretida.'' Página 424

4 comentários:

  1. Olá!, flor! :)
    Amei demais a resenha... bem escrita e direta. Já me recomendaram bastante o livro, mas, como você, ele tá na minha lista interminável de leitura rsrsrs. Como não sou tão fã de distopias assim, acabo sempre adiando a leitura.
    Aguardo suas próximas resenhas :D
    Já tô seguindo o blog... muito fofo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Arine! Muito obrigada por se tornar a primeira seguidora do blog, seja super bem-vinda <3 Poxa eu amo distopias e Divergente é muito muito bom, leia logo!
      Beijos e obrigada por comentar

      Excluir
  2. Quero muito ler este livro, todos falam muito bem dele a agora que vai virar filme, tenho que ler o mais rápido possível.
    Muito fofo o seu blog. Parabéns.
    Bjs
    http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme vai ser lançando em 2014, lê, é muito bom :-)
      Obrigada, Adriana!

      Excluir